quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

JOHN PIPER - O QUE SIGNIFICA RECEBER A CRISTO

video

John Piper, uma voz que proclama o Evangelho.

É muito bom ouvir suas ministrações.

Fábio Menen

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

E O FIM CHEGOU. SERÁ QUE VIVEMOS?



Por mais incrível (ou rápido) que isso possa parecer, chegamos ao final de mais um ano e, nesse caso, chegamos ao final, também, de uma década, a primeira do século 21.

Confesso a quem interessar possa, que a ligeireza dos dias contemporâneos me assusta. São tão rápidos que muitas vezes, quase sempre, se torna impossível percebê-los, absorvê-los, vivê-los portanto. A rapidez com que os dias passam é tão grande que parece que não dá tempo de tirar deles a vida que neles está contida. O grave disso é que não tirar dos dias a vida que neles está contida é sinônimo de dizer que desperdiçamos vida, que não vivemos na totalidade, significa dizer que não vivemos muito do que poderíamos ter vivido. Creio que seja em função disso que sentimos, de quando em vez, essa sensação de saudade, de nostalgia, de vazio. Essa saudade/nostalgia é uma realidade em todo o ser humano, mesmo naqueles cujo passado é apenas símbolo de dor e privação, mesmo naqueles que não tem em seu passado nada bom pra lembrar, ao contrário, dele querem se esquecer e rápido. Ora, se o passado é mau, de onde vem a saudade/nostalgia? Vem da vida não vivida. A saudade não é do ue se viveu, mas sim do que se não viveu. A saudade é do abraço não recebido, do sorrisso não dado, do beijo negado, do olhar não trocado, do afeto não compartilhado, da palavra doce que não foi dita, do perdão que não recebeu e (ou) ofereceu, da solidariedade retida , da canção não cantada...da vida não vivida. Os dias são muito rápidos e a vida que neles está contida, sendo não vivida, gera em nós esta horrível sensação de que nos falta algo.

Sendo isso uma realidade, cabe a nós, nesse final de ano/década, refletirmos sobre nossa vida, por que não dizer, nossas vidas, isto é, a vida vivida e a vida desperdiçada. Ousemos fazer uma análise introspectiva e vejamos, mesmo que isso possa gerar alguma dor, qual dessas vidas teve proeminência em nós: a vida que vivemos ou a vida que não vivemos.

Analisemos quantos abraços trocamos e quantos deixamos de dar por causa de amargura ou ira, ambas residentes de corações incapazes de liberar perdão.

Vejamos quantos sorrissos deixaram de adornar nosso rosto e a ambiência na qual vivemos, quem sabe só por que não aprendemos na prática, que "não é o que fazem conosco mas sim o que nós fazemos com o que fazem conosco" e por causa disso, tornamo-nos seres cinzas e ranzinzas.
Tenhamos coragem de admitir quantos beijos deixamos de dar, pra no lugar deles cuspir. Quantos olhares de carinho e respeito omitimos para, no lugar deles olharmos com reprovação e indiferença. Quantos afetos, cafunés, toques, quantas palavras doces não oferecidas agora azedam nossa alma..quanta vida não vivida.

Minha oração e esperança é que, a começar em mim, todos nós, homens e mulheres, possamos refletir nesse tempo, o fim de mais um ano e de uma década, sobre a qualidade de vida que temos vivido. Proponho isso porque se os dias passam tão rápidos a ponto de não podermos viver a vida contida neles, podemos então envelhecer sem viver, e mais, podemos morrer sem ter vivido. Que 2011 seja um ano de pouco desperdício de vida. Que seja um ano de vidas cheias de vida. Que seja um ano profético, sim, que o primeiro ano da próxima década, 2011, seja o prénuncio de um ano/década onde se cumpra a promessa de termos vida cheia de prosperidade , vida cheia de vida, lembrando que próspero não é quem tem muito, é quem tem sempre.

Feliz ano novo!!!!!! Paz.

Pastor Neil Barreto.

Faço coro ao texto do querido pastor Neil.
A todos um ótimo fim de ano e muita vida para ser vivida.

Fábio Menen

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

THE BEATLES - ALL YOU NEED IS LOVE

video

TUDO O QUE VOCÊ PRECISA É DE AMOR

Amor, amor, amor, amor

Amor, amor, amor

Amor, amor, amor

Não há nada que você possa fazer que não possa ser feito

Nada que você possa cantar que não possa ser cantado

Nada que você possa dizer, mas você pode aprender como jogar o jogo

É fácil

Nada que você possa fazer que não se possa fazer

Ninguém a quem você possa salvar que não possa ser salvo

Nada que você possa fazer, mas você pode aprender como ser com o tempo

É fácil

Tudo o que você precisa é de amor

Tudo o que você precisa é de amor

Tudo o que você precisa é de amor, amor

Amor é tudo o que você precisa

Amor, amor, amor

Amor, amor, amor

Amor, amor, amor

Tudo o que você precisa é de amor

Tudo o que você precisa é de amor

Tudo o que você precisa é de amor, amor

Amor é tudo o que você precisa

Não há nada que você possa saber que não possa ser conhecido

Nada que você possa ver que não possa ser visto

Nenhum lugar onde você possa estar que não seja onde você quer estar

É fácil

Tudo o que você precisa é de amor

Tudo o que você precisa é de amor

Tudo o que você precisa é de amor, amor

Amor é tudo o que você precisa

Tudo o que você precisa é de amor

Tudo o que você precisa é de amor

Tudo o que você precisa é de amor, amor

Amor é tudo o que você precisa (6x)

(Ela te ama, yeah yeah yeah!)

Fábio Menen

PG - EU VOU PASSA PELA CRUZ

video

LINDA CANÇÃO DO PG

PRECISAMOS PASSAR E CARREGAR A CRUZ SEMPRE!

Fábio Menen

RADIOHEAD - KARMA POLICE



video

EXISTEM MÚSICAS QUE NÃO VILIPENDIAM SEUS OUVIDOS.

Fábio Menen

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

AO DEUS INVISÍVEL MAS REAL - PODEROSO AMOR


Não posso estar longe de Tua presença
Não posso querer a distância entre mim e Ti
Só Tú tens a palavra de vida eterna
Pra onde eu irei se meus caminhos pertencem a Ti
Não deixarei Teus caminhos de vida Senhor
Não poderei estar ausente de Teu amor
Não busco a glória humana, mas a honra que vem de Ti
Viverei na presença do Rei dos reis Jesus
Aceita minha vida, é fruto de Teu amor por mim
Nasci pra adorar e cantar ao Senhor até o fim
Teus altares ofertas de vidas separadas
Quero sempre amar e ministrar Tua graça Senhor
Louvarei e exaltarei Teu nome é poderoso Senhor
E direi sobre as Tuas maravilhas, Deus de amor
Nada nos separa desse amor poderoso
Te adoramos poderoso Senhor
Autor: Fábio Menen

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

AO DEUS INVISÍVEL MAS REAL - ANDAR NO CAMINHO


Quero andar no Teu caminho
poder seguir Teus passos em amor
Aprender a ser discípulo
Carregar após Ti minha cruz
És o meu único e amado salvador
Viver alegre confiando na Graça
Depositar meu coração no altar
Crucificado para o mundo
Só em Ti estará meu olhar
Teu olhar quebranta meu ser
Sou amado e amo ao SenhorAlinhar ao centro
Permaneço na fé e esperança
No dom inefável que é o amor
Em vida de glória me faz andar
Meu ser uma nova criação
Cuida de mim não me deixes cair
Como fruto de Tua graça
Meus lábios sempre a verdadeira adoração
Autor: FÁBIO MENEN

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

MINHA VIDA - UM FILME SOBRE A NECESSIDADE DE PERDOAR


Assisti novamente esse filme em casa com minha esposa e filho. A primeira que assisti foi no ano de 1994.

O filme conta a história de Bob Jones (Michael Keaton), que tem um casamento sólido com sua esposa, ambos vivem felizes e também é proprietário de uma mega empresa. Sua esposa Gail Jones (Nicole Kidman), espera um filho de Bob. O problema ocorre porque Bob tem um câncer incurável e teme que antes do nascimento de seu filho ele não consiga sobreviver. Bob começa a gravar vários vídeos para seu filho, se apresenta como seu pai, em cada vídeo a tentativa de passar experiências que podem marcar pra sempre a vida de seu filho. Sua luta é para manter-se vivo para que possa conhecer o filho que tanto deseja.

No desenrolar do filme fica evidente que a causa da doença de Bob foi desencadeado por muitas dores de alma, amarguras e principalmente a falta de perdão. Sua relação com a família estava toda desgastada e não havia a chance de poder aproximar-se deles.

Sua esposa tem a ideia de que Bob deveria procurar um curandeiro para ver se pelos métodos espirituais, Bob ficasse curado. Mesmo relutante em não ir, Bob foi ao curandeiro e para sua surpresa foi esse curandeiro quem diagnosticou que o problema maior na vida de Bob era a quantidade de raivas armazenadas em seu interior, isso ocasionara sua doença. Bob precisava se desfazer de todo lixo da amargura, do ódio guardado e refazer seus relacionamentos familiares.

Bob ainda teve a chance de em um momento de reconstruir sua vida emocional, quando em uma reunião todos estavam juntos, pai, mãe, irmão. Mas como ninguém resolveu quebrar o fluxo de amarguras, Bob volta pra casa com as mesmas dores de alma que o adoecera.

O curandeiro disse que o câncer havia se espalhado e já alcançara o cérebro.

A luta, o encontro, o perdão e a morte estão presentes nesse filme que nos faz chorar. De fato, não querendo falar sobre o curandeiro ou sobre espiritismo que há no filme, fico com aquilo que de melhor se pode encontrar no filme: a necessidade de perdoar.

Esse filme não trouxe nada de novo quanto ao assunto sobre o perdão; apenas reforça o quanto uma alma cheia de rancor e ódio pode adoecer e matar.

Jesus de Nazaré já havia ensinado a saúde de vida que há naqueles que praticam o ato da Graça que é o perdão. Sem perdão na vida, a alma adoece. Sem perdão na vida, sem a capacidade de pacificar relacionamentos, sem encontros reconciladores. o mal pode assolar a vida de quem assim é; o câncer, o tumor, o diabetes e tantos outros celeumas podem atingir nossa carne, nosso sangue.

Por isso, Jesus nos ensina a perdoar. Ele sabe que perdoar, cura.

Jesus nos ensina que é preciso parar o fluxo de raiva que habita todos nós. Não perdoar, segundo Jesus, é um mal que atinge mais quem não perdoa do que quem merece ou não merece perdão. Por isso, perdoar tem que ser uma operação da Graça em nós nos fazendo desistir de nossas próprias justiças que nos cegam para enxergarmos que também somos errados em nossa natureza e que precisamos também de perdão dos outros.

Hoje, podemos ficar em casa remoendo dores, perdas, traições, culpas e enfermar a cada dia nossa alma, ou podemos pedir para Jesus entrar em nosso coração e nos ensinar o caminho terapêutico e curador do perdão. O Evangelho é cheio de histórias sobre perdão. Existem essas narrativas pois o desejo de Deus é que a pratiquemos em favor do nosso próximo. Assim como somos perdoados por Deus, perdoar aquele que nos ofendeu.

O verdadeiro amor não impôe condições, apenas ama. Quem é amado, pelo simples fato de sinceramente ser amado, começa a andar em caminhos de cura, sem moralismos, sem "forçar a barra", sem religiosidade fresca. Quem perdoa e é perdoado começa a ser quebrantado e instigado a andar no caminho do bem e da consciência sadia.

Amados, a mensagem de Jesus é essa: Deus estava em Cristo se reconciliando com o mundo! Deus está dizendo que o mundo está perdoado. O que o mundo precisa saber e conhecer é o Deus que perdoa e acolhe a todos os que vão ao seu encontro, pois ao encontro do mundo, Deus deu grandes passos para a reconciliação.

Que Deus nos amoleça o coração e faça a cada um de nós agentes de paz e de perdão sério. Não é o perdão que passa a mão na cabeça, mas aquele que diz: está perdoado, mas não peques mais.

Pensem nisso!

Fábio Menen